http://proclima.cetesb.sp.gov.br

Parceiros

O BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) tem como objetivo implementar projetos que contribuam com a sustentabilidade e para mitigar as mudanças climáticas. Estabelecido em 1959, é uma das maiores fontes de financiamento para o progresso e desenvolvimento da América Latina e Caribe. Sua sede é em Washington (DC), e possui representações em 26 países, com 48 membros e sócios da instituição. Dá assistência para a elaboração de programas, oferece financiamentos e suporte técnico para o desenvolvimento das ações que apoia ou financia. Seu órgão máximo é a Assembleia de Governadores, que supervisiona as suas operações.
www.iadb.org/


É um órgão da Secretaria do Meio Ambiente que atua em todo o estado, e tem como objetivo planejar, controlar as aplicações de normas e politicas, bem como a execução de planos, projetos, ações relacionadas à fiscalização, à proteção e a recuperação de recursos naturais de forma sustentável e prioriza na sua ação a conservação da biodiversidade. As ações de fiscalização são realizadas com a cooperação com a Policia Militar Ambiental, sendo ela subordinada à Secretaria da Segurança Pública, cabendo a CBRN apoiar a ação da Polícia em termos técnicos e administrativos, para a prevenção e repressão das penalidades cometidas contra o meio ambiente.
www.ambiente.sp.gov.br/cbrn/


Foi criada em 26 de abril de 1973 e tem sede em Brasília. Coordena o desenvolvimento de projetos de pesquisa e inovação para aumentar a competitividade e sustentabilidade da agropecuária brasileira, formula politicas agrícolas e é vinculada ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Sua ação objetiva a superação das barreiras existentes para a produção de alimentos, fibras e agroenergia, e seu principal objetivo é fortalecer e ampliar a capacidade do setor. Além disso, é a entidade responsável pela elaboração do inventário nacional e estadual das emissões dos gases de efeito estufa neste setor.
www.embrapa.br/


O Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC), criado pelo Decreto n° 3.515 de 20 de junho de 2000, tem como foco conscientizar e mobilizar a sociedade, discutir a tomada de posição sobre os problemas decorrentes da mudança do clima causados pelos gases de efeito estufa, e as ações necessárias para sua mitigação e adaptação. O FBMC tem o dever de apoiar o governo, propondo a incorporação de políticas públicas no trato dos temas ambientais relacionados com as mudanças, apoiando o desenvolvimento de estudos especializados e ampliando o debate sobre este tema.
www.forumclima.org.br


Ao longo de mais de trinta anos de existência, a FUNCATE atua na gestão de projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico com financiamento de agências de fomento nacionais e internacionais, em conjunto com as instituições parceiras. Devido ao estreito relacionamento com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE, também oferece à sociedade a prestação de serviços de sensoriamento remoto, voltados ao estudo dos recursos naturais do solo, bem como serviços de alerta da incidência de descargas elétricas com abrangência nacional através do Núcleo de Monitoramento e Alerta de Descargas Atmosféricas. Tem uma vasta experiência na área de inventário de emissão e remoções de gases de efeito estufa no setor de uso da terra, mudanças de uso da terra e florestas, sendo a responsável pelos inventários brasileiros e paulista.
www.funcate.org.br


|

Global Methane Initiative anteriormente conhecida como Methane to Markets é uma parceria que foi lançada pelo Governo Americano na Reunião Ministerial de Mercados para Metano (Methane to Markets Ministerial Meeting), que ocorreu em Washington, DC, em novembro de 2004. Neste evento o governo brasileiro aderiu à Parceria Mercados para Metano juntamente, com a Argentina, a Austrália, a China, a Colômbia, os Estados Unidos, a Índia, a Itália, o Japão, o México, a Nigéria, o Reino Unido e a Ucrânia.
O objetivo da Parceria é criar um quadro não-obrigatório para cooperação internacional voltado para a recuperação e uso do metano como uma fonte de energia mais limpa e segura, aumentando o crescimento econômico, a qualidade do ar, a segurança industrial e reduzindo as emissões de gases de efeito estufa no mundo. A Parceria dedica especial atenção para o desenvolvimento de mercados e estratégias para recuperação e uso de metano por meio de desenvolvimento tecnológico, demonstração, organização, difusão, implementação de políticas, identificação de meios e recursos para financiamento e remoção de barreiras para projetos de desenvolvimento e implementação.
A estrutura da Parceria é encabeçada pelo Comitê Diretor e por quatro Subcomitês, divididos em: Aterros, Carvão; Óleo e Gás; Agropecuária.
www.globalmethane.org/



A Rede de Governos Regionais para o Desenvolvimento Sustentável, nrg4SD foi lançado em 2002 durante a Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, que teve lugar em Joanesburgo, para partilhar informações e experiências sobre o desenvolvimento sustentável de decisão política a nível regional de governo.
O nrg4SD pretende ser uma voz que represente os governos regionais a nível mundial, promovendo o desenvolvimento sustentável e parcerias por todo o mundo.
Embora tenha sido criado em 2002, foi legalmente registrada nrg4SD na Bélgica em 2004 como uma associação internacional sem fins lucrativos International non-profit-making association.
Promove a compreensão, colaboração e parcerias para o desenvolvimento sustentável no âmbito internacional e procura maior reconhecimento internacional da importância da contribuição que as regiões fazem para o desenvolvimento sustentável. O Estado de São Paulo é seu Co Presidente Sul e apoia a realização dos eventos desta rede.
www.nrg4sd.org/



A OLAGI, Organização Latino-Americana de Governos Intermediários, é uma organização internacional de direito privado, sem fins lucrativos, que promove e defende os interesses comuns dos governos intermediários na América Latina e Caribe, através da geração de iniciativas de cooperação mútua, do fortalecimento da gestão pública, da relação com as organizações internacionais comprometidas com a agenda de desenvolvimento em nível territorial e da produção permanente de informação para gestão dos territórios.
Foi criada em dezembro de 2004, no Equador, como resultado da I Conferência Latino-Americana de Governadores, Prefeitos e Presidentes Regionais, diante de uma crescente valorização do papel dos governos subnacionais na promoção do desenvolvimento e prosperidade de seus habitantes e da necessidade de comunicação e troca de experiências para aumento da governança regional. Com o objetivo de fortalecer os governos da região para acelerar o processo de desenvolvimento humano e sustentável, a OLAGI busca ser uma organização latino-americana com presença e reconhecimento global.
www.olagi.net



O The Climate Group é um grupo independente, organização sem fins lucrativos com sede no Reino Unido, E.U., China e Austrália. Suamissão é catalisar a liderança das empresas e dos governos sobre as alterações climáticas, com o objetivo de colocar o mundo no caminho para uma economia com baixas emissões de carbono.
O núcleo de adesão inclui alguns governos e corporações mais influentes do mundo na questão das alterações climáticas, além de trabalhar com grupos de liderança em setores específicos, demonstrando que a luta contra as alterações climáticas podem trazer benefícios para todos os setores da sociedade, e oferecer estratégias para identificar e capitalizar esses benefícios.
O The Climate Group incide sobre as ligações entre as reduzidas emissões de gases de estufa e melhorar o desempenho económico e financeiro. The Climate Group engaja, convoca parceiros a fim de combater as alterações climáticas, colaborando para identificar e aplicar as tecnologias que irão criar a economia com baixas emissões de carbono.
O Climate Group também fornece as ações específicas e iniciativas em parceria com outras organizações principais, incluindo o Global e-Sustainability Initiative (GESI), a International Emissions Trading Association (IETA), World Business Council on Sustainable Development (WBSCD) e World Resources Institute ( WRI). Possui parcerias com o ex-Primeiro-Ministro britânico Tony Blair em Breaking the Climate Deadlock – uma iniciativa centrada na intermediação de negociações pós-2012.
www.theclimategroup.org/